Clembroxol

 

O que é e como se utiliza?

Clembroxol pertence ao grupo farmacoterapêutico dos expectorantes, contendo o ambroxol e o clenbuterol como substâncias activas.

Clembroxol está indicado no tratamento de afecções das vias respiratórias agudas e crónicas que decorram com broncospasmo e alteração da formação e transporte das secreções, em especial: bronquite aguda e crónica, asma brônquica, enfisema, laringotraqueíte, bronquiectasias e mucoviscidose (fibrose quística).

O que se deve tomar em consideração antes de utilizá-lo?

Antes de tomar este medicamento informe o seu médico:

  • se tem história de doença cardíaca, ritmo irregular cardíaco ou angina.

Não tome Clembroxol

  • se tem alergia (hipersensibilidade) às substâncias activas (ambroxol e clenbuterol) oua qualquer outro componente de Clembroxol.
  • se for um doente com tireotoxicose, estenose aórtica hipertrófica subvalvular idiopática, taquidisritmias.
  • se tiver úlcera gastroduodenal.

Tome especial cuidado com Clembroxol
Em doentes hipersensíveis podem verificar-se, no início do tratamento, tremor fino dos dedos e palpitações, as quais podem desaparecer com o prosseguimento da terapêutica.

Nos doentes com enfarte recente do miocárdio o tratamento deve efectuar-se com prudência e posologia reduzida.

Os mucolíticos (ambroxol) têm a capacidade de destruir a barreira mucosa gástrica, pelo que devem ser utilizados com precaução em indivíduos com antecedentes de úlcera péptica.

Nos últimos dias que precedem o parto, o uso de Clembroxol só deve ser feito por recomendação médica.

Ao tomar Clembroxol com outros medicamentos
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos sem receita médica.

A administração concomitante de Ambroxol com antibióticos (amoxicilina, cefuroxima, eritromicina, doxiciclina) conduz a uma maior concentração de antibiótico no tecido pulmonar.

Os bloqueadores dos ?-receptores podem inibir a acção simpaticomimética do Clenbuterol, e vice-versa.

Ao tomar Clembroxol com alimentos e bebidas
Aconselha-se a administração de Clembroxol às refeições.
O conteúdo das saquetas deve ser disperso num copo com água.
Os comprimidos devem ser ingeridos com um pouco de líquido.

Gravidez e aleitamento
Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.

Não está ainda estabelecida a segurança de Clembroxol durante o período de gravidez. Deve, por isso, ser evitado o seu uso durante este período, especialmente no primeiro trimestre.

Não está ainda estabelecida a segurança de Clembroxol durante o período de aleitamento. Deve, por isso, ser evitado o seu uso durante este período.

Condução de veículos e utilização de máquinas com Clembroxol
Clembroxol não interfere com a capacidade de condução ou manuseamento de máquinas.

Informações importantes sobre alguns componentes de Clembroxol
Os comprimidos de Clembroxol contêm lactose. Se foi informado pelo seu médico que tem intolerância a alguns açúcares, contacte-o antes de tomar este medicamento na forma de comprimidos.

O granulado e o xarope de Clembroxol contêm uma fonte de fenilalanina (aspartamo). Pode ser prejudicial para pessoas com fenilcetonúria. Ambos contêm também sacarose. Se foi informado pelo seu médico que tem intolerância a alguns açúcares, contacte-o antes de tomar este medicamento nas formas de xarope ou de saquetas.

Os xaropes de Clembroxol contêm ainda:

  • glicerina: pode provocar dor de cabeça, distúrbios no estômago e diarreia;
  • metilparabeno e propilparabeno: podem causar reacções alérgicas (possivelmente retardadas), e excepcionalmente, broncospasmo.

Como é utilizado?

Tome Clembroxol sempre de acordo com as indicações do seu médico. Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas. A dose habitual é:

Clembroxol Comprimidos Xarope Adulto Xarope Infantil Saquetas ------ Adultos e crianças com mais de 12 anos 1 comprimido, 2 x dia 10 ml, 2 x  dia 1 saqueta, 2 x dia 6 - 12 anos ------ ------- 15 ml, 2 x dia ------- 4 - 6 anos ------ ------- 10 ml, 2 x  dia ------- 2 - 4 anos ------ ------- 7,5 ml, 2 x  dia ------- 8 - 24 meses ------ ------- 5,0 ml, 2 x  dia ------- Até 8 meses ------ ------- 2,5 ml, 2 x  dia -------

Nas situações de dispneia mais marcada, o tratamento pode iniciar-se por três administrações diárias, durante os 2 ou 3 primeiros dias e prosseguir com duas administrações diárias.

Posologia no idoso
Clembroxol é apropriado para a utilização no idoso. Recomenda-se precaução em caso de existência de doença ulcerosa péptica (ver ?Antes de tomar Clembroxol?).

Nota: é de esperar um aumento do fluxo das secreções e consequentemente aumento da expectoração e da tosse.

Modo e via de administração

  • Administração oral.
  • Aconselha-se a administração de Clembroxol às refeições.
  • O conteúdo das saquetas deve ser disperso num copo com água.
  • Os comprimidos devem ser ingeridos com um pouco de líquido.

Se tomar mais Clembroxol do que deveria
Os sintomas de intoxicação pelo cloridrato de ambroxol, não são ainda conhecidos. No entanto, no caso de sobredosagem acidental pelo cloridrato de clenbuterol, poderão ocorrer agitação, tremor das mãos, palpitações ou taquicardia e hipotensão.

Como tratamento imediato, dever-se-ão usar bloqueadores dos ?-receptores que inibem a acção simpaticomimética do clenbuterol bem como proceder-se à hospitalização de urgência num centro especializado.

Caso se tenha esquecido de tomar Clembroxol:
Tente tomar a dose em falta logo que possível, reajustando o horário de acordo com a última toma. Não tome uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu de tomar.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico ou farmacêutico.

Quais são os possíveis efeitos secundários?

Como todos os medicamentos, Clembroxol pode causar efeitos secundários, no entanto estes não se manifestam em todas as pessoas.

Devidos ao clenbuterol: especialmente no início do tratamento, poder-se-ão registar sensações de inquietação, tremor ligeiro dos dedos e palpitações, que normalmente desaparecem ao fim de 1 a 2 semanas de tratamento.

Devidos ao ambroxol: O ambroxol é bem tolerado em praticamente todos os casos em que é administrado. Apenas se referem, ocasional e raramente, perturbações dispépticas menores. Foram descritas, muito raramente, reacções alérgicas, principalmente rash cutâneo.

Embora se desconheça a causa, algumas pessoas podem desenvolver dor no peito (devido a problemas cardíacos, tais como angina). Informe o seu médico se apresentar algum destes sintomas enquanto está a fazer tratamento com Clembroxol. Não pare de tomar a sua medicação, a menos que o seu médico o recomende.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários não mencionados neste folheto informe o seu médico ou farmacêutico.

Como deve ser guardado?

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Não conservar acima de 25ºC. Conservar na embalagem de origem.

Não utilize Clembroxol após o prazo de validade impresso na embalagem exterior. O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita. Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.